Mudanças no Fies

Votação Oficial

Votado em 31/Out/2017, Ter
Votos sim: 255 (71%)
Votos não: 105 (29%)
Abstenções: 1 (0%)

Proposição no Congresso

Ementa: Altera a Lei nº 10.260, de 12 de julho de 2001, a Lei Complementar nº 129, de 8 de janeiro de 2009, a Medida Provisória nº 2.156-5, de 24 de agosto de 2001, a Medida Provisória nº 2.157-5, de 24 de agosto de 2001, a Lei nº 7.827, de 27 de setembro de 1989, a Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, a Lei nº 8.958, de 20 de dezembro de 1994, e dá outras providências. NOVAEMENTA: Altera as Leis nºs 10.260, de 12 de julho de 2001, 7.827, de 27 de setembro de 1989, 9.394, de 20 de dezembro de 1996, 8.958, de 20 de dezembro de 1994, 9.766, de 18 de dezembro de 1998, 8.745, de 9 de dezembro de 1993, 12.101, de 27 de novembro de 2009, 12.688, de 18 de julho de 2012, e 12.871, de 22 de outubro de 2013, a Lei Complementar nº 129, de 8 de janeiro de 2009, e as Medidas Provisórias nºs 2.156-5, de 24 de agosto de 2001, e 2.157-5, de 24 de agosto de 2001; e dá outras providências.
Situação: Aprovada a Medida Provisória nº 785 de 2017, na forma do Projeto de Lei de Conversão nº 34 de 2017, ressalvados os destaques. Sim: 255; não: 105; abstenção: 1; total: 361.
Regime tramitação: Urgência (Art. 62, CF)
Último despacho: Ao Plenário, para leitura. Publique-se.
Apreciação: Proposição Sujeita à Apreciação do Plenário
Indexação: Alteração, Lei do Financiamento Estudantil, reformulação, aperfeiçoamento, Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), sustentabilidade, gestão, criação, Comitê Gestor de Financiamento Estudantil (CG-FIES), Fundo Garantidor do Fundo de Financiamento Estudantil (FG-FIES), Conselho de Participação do FG-FIES, competência, responsabilidade, penalidade, criação, Programa de Financiamento Estudantil, fonte de recursos, Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), Fundo de Desenvolvimento da Amazônia (FDA), Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), redução, desigualdade regional. _Alteração, lei federal, recursos, Fundo de Desenvolvimento do Centro-Oeste (FDCO), financiamento, estudante, educação superior, Região Centro-Oeste, Conselho Deliberativo do Desenvolvimento do Centro-Oeste, competência. _Alteração, Medida Provisória, aplicação, recursos, Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), financiamento, estudante, educação superior, Região Nordeste.__ _Alteração, Medida Provisória, aplicação, recursos, Fundo de Desenvolvimento da Amazônia (FDA), financiamento, estudante, educação superior, Região Norte. _Alteração, Lei dos Fundos Constitucionais, Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE), Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), aplicação, recursos, financiamento, estudante, educação superior. _Alteração, Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (1996), sanção, descumprimento, prazo, autorização, reconhecimento, curso (educação), instituição de ensino superior privada, critério, funcionamento, graduação, medicina. _Alteração, Lei Federal, credenciamento, fundação de apoio, ensino, pesquisa, direito privado, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. _

Enquetes: vote aqui ou

Mudanças no Fies
  • Você concorda com as mudanças implementadas no Fies?
  • Link para divulgação: https://votobom.com/vote/mudancas-no-fies
  • Resumo do que foi votado:   Acaba carência de 18 meses, há mudanças nas taxas de juros e no refinanciamento e surge possibilidade de desconto em folha para pagamento.

Título
Mudanças incluem fim da carência de 18 meses, desconto em folha para quem tiver carteira assinada ou abrir uma empresa. Mudanças no refinanciamento para os inadimplentes. Juros de 1% a 20%, dependendo da faixa de renda. Governo argumenta que programa deve ser sustentável. Financiamentos de contratos ativos permanecem como estão. Uso do FGTS para quitar débito não foi aprovado. Universidades passam a arcar com mais recursos no caso de inadimplência, variando de acordo com a evasão de alunos, entre outros critérios. Oposição diz que mudanças prejudicam os estudantes.